Quem sou eu

Minha foto
A primeira vez que ouvi uma história, ganhei o presente mais precioso da minha vida e nesse decurso de ler, ouvir e contar histórias tive o primeiro encontro com meu eu, descobri então, o fascinante universo que há em todos nós, um universo de imensurável grandeza que de forma simples e encantadora tem me feito avaliar a cada momento, minha pequenez nesta divina arte de viver! O objetivo primacial do meu trabalho é carinhosamente contagiar o público com esta arte milenar; a intenção também é resgatar a figura do contador de histórias tradicional e mostrar a importância da narração de Histórias.

domingo, 15 de janeiro de 2012

Histórinhas curtas para Educação Infantil.

A Galinha dos Ovos de Ouro

Certa manhã, um fazendeiro descobriu que sua galinha tinha posto um ovo de ouro. Apanhou o ovo, correu para casa, mostrou-o à mulher, dizendo:
_ Veja! Estamos ricos!
Levou o ovo ao mercado e vendeu-o por um bom preço.
Na manhã seguinte, a galinha tinha posto outro ovo de ouro, que o fazendeiro vendeu a melhor preço.
E assim aconteceu durante muitos dias. Mas, quanto mais rico ficava o fazendeiro, mais dinheiro queria.
Até que pensou:
"Se esta galinha põe ovos de ouro, dentro dela deve haver um tesouro!"
Matou a galinha e ficou admirado pois, por dentro, a galinha era igual a qualquer outra.
Esopo
Quem tudo quer tudo perde.
O Leão e o Ratinho

Um leão, cansado de tanto caçar, dormia espichado à sombra de uma boa árvore. Vieram uns ratinhos passear em cima dele e ele acordou.
Todos conseguiram fugir, menos um, que o leão prendeu embaixo da pata.
Tanto o ratinho pediu e implorou que o leão desistiu de esmagá-lo e deixou que fosse embora.
Algum tempo depois, o leão ficou preso na rede de uns caçadores. Não conseguia se soltar, e fazia a floresta inteira tremer com seus urros de raiva.
Nisso, apareceu o ratinho. Com seus dentes afiados, roeu as cordas e soltou o leão.
Uma boa ação ganha outra.

A Lebre e a Tartaruga

Era uma vez... uma lebre e uma tartaruga.
A lebre vivia caçoando da lerdeza da tartaruga.
Certa vez, a tartaruga já muito cansada por ser alvo de gozações, desafiou a lebre para uma corrida.
A lebre muito segura de si, aceitou prontamente.
Não perdendo tempo, a tartaruga pois-se a caminhar, com seus passinhos lentos, porém, firmes.
Logo a lebre ultrapassou a adversária, e vendo que ganharia fácil, parou e resolveu cochilar.
Quando acordou, não viu a tartaruga e começou a correr.
Já na reta final, viu finalmente a sua adversária cruzando a linha de chegada toda sorridente.

Moral da história: Devagar se vai ao longe!


A Menina do Leite

A menina era só alegria.
Era a primeira vez que iria à cidade, vender o leite de sua querida vaquinha.
Colocou sua melhor roupa, um belo vestido azul,e partiu pela estrada com a lata de leite na cabeça.
Ao caminhar, o leite chacoalhava dentro da lata.
A menina também, não conseguia parar de pensar.
"Vou vender o leite e comprar ovos, uma dúzia."
"Depois, choco os ovos e ganho uma dúzia de pintinhos."
"Quando os pintinhos crescerem, terei bonitos galos e galinhas."
"Vendo os galos e crio as galinhas, que são ótimas para botar ovos."
"Choco os ovos e terei mais galos e galinhas."
"Vendo tudo e compro uma cabrita e algumas porcas."
"Se cada porca me der três leitõezinhos, vendo dois, fico com um e ..."
A menina estava tão distraída em seus pensamentos, que tropeçou numa pedra, perdeu o equilíbrio e levou um tombo.
Lá se foi o leite branquinho pelo chão.
E os ovos, os pintinhos, os galos, as galinhas, os cabritos, as porcas e os leitõezinhos pelos ares.

Moral da história:
Não se deve contar com uma coisa antes de conseguí-la.
O Cão e a Carne.

Era uma vez um cão, que ia atravessando um rio; levava na boca um suculento pedaço de carne. Porém, viu na água do rio a sombra da carne, que era muito maior.
Prontamente ele largou seu pedaço de carne e mergulhou no rio para pegar o maior. Nadou, nadou e não achou nada, e ainda perdeu o pedaço que levava.

Moral da história: Nunca deixes o certo pelo duvidoso. De todas as fraquezas humanas a cobiça é a mais comum, e é todavia a mais castigada.





6 comentários:

  1. Nossa li seu perfil e me emocionei, sou escritora amadora e tenho escrito um livro que ainda vou terminar, neste mundo onde tudo é interligado eletronicamente, e via essa tal de net, é difícil ter acesso a uma boa história contada assim simples na praça. É difícil estabelecer contato,ou expressar carinho, ou ver uma criança brincar de fantasiar, hoje tudo é muito tecnológico, eu sei que nem tudo é exageiro, pois eu conheci você e o seu trabalho, eu moro em Iguaba Grande no rio de janeiro e sim adoraria um café coado na hora! Quero receber por e-mail novidades do seu blog, um grande abraço, posto aqui quando pronto o meu livro.

    ResponderExcluir
  2. Ah, tem outra coisa eu estou pesquisando formas de criar livros em pop up, fiz um para o meu filho de 03 anos ele se amarrou...fica a dica para mães, sentar, pintar e criar livros e histórias com seus filhos, desenvolve o interesse na leitura, fixa o vínculo (que no meu caso que trabalho fora dificulta, o meu filho sente muito minha falta), e estimula o desenvolvimento intelectual de seu filho, chame toda casa, vai ser legal, quem sabe teatro de fantoches?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentário e estou aguardando seu livro!
      Se precisar de mim e eu puder ajudar com alguma coisa manda notícias viu?
      Abraço fraterno!

      Excluir
  3. OI querida li seu blog e fiquei encantada!!e emocionada com seu lindo trabalho.
    estou fazendo minha pós graduação de psicopedagogia
    e estava em duvidas quanto ao meu TCC em que tema escolher mas depois de ver seu blog me encantei me inspirei e já sei do que falar vou fazer o TCC sobre a importância de contar historias as crianças e gostaria que me ajudasse vou deixar meus email e gostaria de ficar sabendo das novidades obrigada vc é maravilhosa um grande beijo Deus te abençoe meu e-mail mare_jardim@hotmail.com ou marinice2014gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela parte que me toca! kkkk Você é muito gentil nas palavras!
      Eu faço pós em Narração de histórias em São Paulo e se precisar de alguma coisa como dicas de bibliografia por exemplo ou outra dúvida que surgir é só entrar em contato e se eu puder ajudarei com muito gosto! Me acessa no Face Book, estou como Con Lopes. No face estou mais presente que no Blog.
      Abraço e boa sorte! Ah e diga-se de passagem você fez uma ótima escolha pois contar e ouvir histórias é muito bom!

      Excluir
  4. Estava atrás de umas historinhas para meu filho e achei interessante sua pagina ,imprimi e com certeza sera muito útil,que Deus a abençoe eternamente,

    ResponderExcluir